Compensadores dinámicos de potência reativa

Os compensadores dinâmicos de potência reativa ITB modelos CAQ-1, com controle modelo CTX-1, são um equipamento capaz de medir a potência reativa consumida na fase em que se encontra instalado e fornecer a potência reativa necessária de modo gradual, de zero ao máximo capacitivo e ou de zero ao máximo indutivo. Podem ser utilizados em sistemas monofásicos ou trifásicos, em subestações, ao longo das linhas de distribuição ou na entrada de um consumidor específico.

Potências: 100, 200 e 300 Kvar

Classes de Tensão: 15, 24,2 e 36,2 kV

Frequências: 50 ou 60 Hz

Foi concebido para implementar correção de fator de potência em sistemas de distribuição e ou correção de tensão e implementa a correção através da variação da tensão sobre um elemento reativo, capacitor, indutor ou capacitor e indutor, utilizando um transformador monofásico de acoplamento com 17 derivações comutadas sob a carga do elemento reativo proporcionando 17 níveis diferentes de tensão, em 16 degraus iguais de tensão, aplicando 17 níveis diferentes de carga reativa à rede que podem variar de 0 var à potência nominal reativa, indutiva ou capacitiva, do equipamento.

Sensores de tensão e sensores de corrente, adequadamente instalados, fornecem dados suficientes para permitir ao controle digital ITB modelo CTX-1 definir qual é a correção necessária e sua interface com o comutador de derivações permite que este seja comutado e monitorado para obter a correção solicitada.

As medições e análises dos valores da linha são feitas e mostradas por um dispositivo de controle eletrônico modelo CTX-1, dotado de microcontrolador, que, operando em modo automático, comanda o comutador no sentido de ajustar a potência reativa do compensador à demanda medida na fase em que se encontra instalado considerando o monitoramento em tempo real da rede e os parâmetros de compensação nele programado e, ainda, acumula funções de registrador e indicador de posição do comutador.

Principais Recursos

Comparados com os métodos tradicionais de compensação de reativos nos sistemas elétricos, os Compensadores Dinâmicos de Potência Reativa se destacam por oferecerem:

  • Flexibilidade e adequação ao sistema
  • Compensação por fase, adequada inclusive para sistemas desequilibrados
  • Medição de tensão, corrente e fator de potência incluído e por fase
  • Proteção de sobre corrente no elemento reativo
  • Proteção de sobre tensão no elemento reativo
  • Regulação por fator de potência
  • Regulação por tensão
  • Operação automática ou manual
  • Detecção e operação mediante ao fluxo inverso de potência
  • Registro de informações de rede
  • Conexão gradual dos elementos reativos ao sistema
  • 17 níveis diferentes de tensão e potência do sistema em tempos curtos
  • Compensação capacitiva ou indutiva
  • Instalação em qualquer ponto do sistema elétrico
  • Coordenação com outros elementos compensadores de reativos
  • Possibilidade de ajuste e comando remoto via SCADA – DNP3
  • Colocação e retirada de serviço sem interrupção do fornecimento

 

Principais Ganhos

  • Postergação de investimentos
  • Redução dos níveis de corrente a montante com consequente redução nas perdas.
  • Baixa frequência de manutenção com relação aos bancos automáticos e fixos.
  • Elevação da vida útil dos elementos reativos.
  • Comutação livre de transientes ou perturbações no sistema elétrico, contribuindo para a melhoria da qualidade de energia elétrica.
  • Possibilidade de atenuação de harmônicos

Normas Técnicas

ABNT NBR 11809
ANSI IEEE C57.15